Tratores sustentáveis trazem mais potência e menor consumo!

Máquinas expostas na Expodireto deste ano já estavam adaptadas às exigências do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores

Veículos certificados podem reduzir de 65% a 85% da emissão de poluente | Foto: Guilherme Almeida

Reduzir a emissão de gases poluentes e, com novas tecnologias, ainda melhorar o consumo e o desempenho das máquinas agrícolas. Esta é a meta do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), que entrou em sua última fase de implantação, voltada para as Máquinas Agrícolas e Rodoviárias (MAR-1), em janeiro deste ano.

Apesar de se constituírem em exigência da legislação, os benefícios vão além da questão ambiental. O Proconve MAR-1 não chega a ser uma novidade. Começou a vigorar em janeiro 2017. No entanto, atingia só modelos com potência igual ou superior aos 101 cavalos (cv). O prazo para as indústrias atenderem às exigências se encerrou e, desde janeiro de 2019, todos os modelos devem sair de fábrica com a certificação, incluindo os equipamentos com potência inferior a 100 cavalos.

“Os modelos que estão em estoque, produzidos até 2018, podem ser comercializados. No entanto, desde janeiro, as novas especificações são obrigatórias para todos os tratores agrícolas, que não podem sair da fábrica sem a certificação”, explica o gerente de produtos da Mahindra, Rafael Odorissi.

Para Odorissi, o Brasil está atrasado na política para redução da emissão de gases poluentes. “É uma norma que existe nos Estados Unidos e na Europa desde 2006. No Brasil, começou em 2017 com os motores maiores, que são os que poluem mais”, relembra.

O gerente de produtos da LS Tractor, Astor Kilpp, concorda que o Brasil demorou para aderir ao programa. “Não apenas as indústrias agrícolas, mas todos os setores devem criar consciência ambiental. É uma legislação que só vem a beneficiar o Meio Ambiente. Temos que entregar um planeta melhor aos nossos netos no futuro”, ressalta.

Kilpp frisa que os tratores com menos de 65 cavalos produzidos pela LS Tractor saíram da Coreia do Sul atendendo às exigências do programa em 2013. “O Brasil agora consolida o MAR-1 em todas as faixas de potência. Em 2019, as máquinas de 80 e 100 cv passaram a receber a tecnologia. Existem países que ainda não aderiram, mas a Europa está avançando para a fase 5 de sua legislação”.


Sobre o MAR-1

A legislação MAR-1 define limites de emissões dos poluentes monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos (HC), óxidos de nitrogênio (NOx) e material particulado (MP). Se comparada com motores não certificados ou não regulamentados, a redução da poluição de material particulado da fase MAR-1 pode chegar a 85% e de NOx a até 75%.


Halder Ramos

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo